Mahamudra

Mahamudra

Dia 11 de Outubro daremos início a um novo estudo, trataremos do “Mahamudra”, palavra sânscrita que significa “grande selo” ou “grande símbolo”.

Bokar Rinpoche o introduz o tema nos seguintes termos:

“O Mahamudra também é mente. Denominamos mente aquilo que conhece, que sente e que produz: a dor, a felicidade, os pensamentos, as sensações, os sentimentos etc. É a mente que iremos estudar e sobre qual iremos trabalhar.

Não é preciso ver o Mahamudra como outra realidade, como algo superior, que está em cima e nós embaixo. O Mahamudra não está no céu enquanto que nós estamos na terra. O Mahamudra não está em outro lugar; não estamos jamais separados dele, mas, no entanto, não o reconhecemos.

As instruções sobre o Mahamudra não têm por função nos trazer algo de novo, mas introduzir-nos ao que já temos. Quanto à meditação do Mahamudra, ela permite habituarmo-nos interiormente ao que as instruções nos fizeram descobrir em nós, de maneira a poder permanecer nela continuamente.

A palavra tibetana tchaguia tchempo, significa Mahamudra, e é definida como o que designa a natureza da mente, clara luz e vacuidade, que engloba todos os fenômenos do Samsara e do Nirvana.”

Para esse estudo, usaremos como base a apostila “A Meditação”, um compilado, feito pelo Lama Trinle, de quatro livros que tratam do tema meditação. Além disso, aprofundaremos esse estudo com ensinamentos de Kalu Rinpoche e de Bokar Rinpoche sobre o Mahamudra.

Os nossos encontros acontecerão, como de costume, todos os domingos, com a seguinte programação:

8h30 – Meditação

9h00 – Estudo do Mahamudra

10h30 – Prática de Tchenrezig

11h10 – Encerramento

Para participar desse ciclo de ensinamentos será necessário realizar a inscrição. Clique AQUI para inscrever-se.

Caso deseje contribuir com o KDK por esses ensinamentos, fica aberta a possibilidade de contribuições voluntárias ou doações.

Caso deseje tornar-se um mantenedor do centro, entre em contato com kdk.sp.br@gmail.com que daremos mais instruções.